O vinho chileno é o vinho importado mais vendido no Brasil, principalmente por seus vinhos de baixo custo e boa qualidade. Então, quando falamos de vinho chileno por aqui, automaticamente já associamos a vinhos mais acessíveis. Porém, como tenho dito aqui nos últimos tempos, o Chile tem mudado um pouco o perfil de seus vinhos, com vinhos diferentes, que fogem do padrão que estamos acostumados. E se tem um nome lá que representa esta ruptura, este nome é o de Marcelo Retamal.

Marcelo é enólogo da Viña De Martino, mas hoje, se dedica em parte ao seu projeto pessoal, novo e sensacional, no Vale del Elqui, que fica a mais de 400 Km ao norte de Santiago, numa região de altitudes que variam entre 1.700 a 2.200 metros, que passa 300 dias por ano sem chuva, mas que no inverno tem temperaturas muito baixas, com neve e tudo. Ou seja, uma região de muita amplitude térmica, o que é bom para a videira. Ah, e a neve é o grande recurso de água para estas videiras.

O projeto, chamado Viñedos de Alcohuaz, é espetacular. Simples, mas complexo. Agricultura orgânica e processos praticamente sem intervenção, com leveduras nativas e pouquíssimo, ou quase nada, de químicos. E mais: Alguns vinhos macerados com pisa a pé em lagares, como nos velhos tempos e alguns vão fermentar em ânforas trazidas da Geórgia. E colheita feita com cavalos! De acordo com Marcelo, um projeto que ele começou hoje, mas que não é para ganhar dinheiro. É um projeto que traz de volta as velhas formas de fazer vinho e por isso, ele diz que o objetivo dele é que daqui umas 2 gerações, as pessoas saibam que em algum momento do passado, um tal de Retamal resolveu revolucionar e fazer vinhos à moda antiga, numa região até então pouquíssima explorada. Sou fã deste cara! Estive com ele em Abril deste ano, colhendo uvas e degustando e saí de lá admirando-o ainda mais.

 

 

Em visita ao Brasil, pude experimentar todos os seus vinhos com os amigos da Decanter, importadora dele aqui no Brasil. Alguns eu já conhecia, mas foi importante degustar os outros e poder entender a fundo cada um e suas particularidades.

GRUS 2014: 50% Syrah, 36% Garnacha, 13% Malbec, 1% Petite Syrah. Um vinho sensacional. Sem madeira, o que valoriza a fruta, o vinho passou 12 meses em ovos de concreto. Mostra que vinho bom se faz com uva boa e não necessariamente passando algum tempo em madeira. Muita fruta fresca, sem ser uma fruta madura, cozida. Acidez sensacional e final longo! R$ 242,00.

CUESTA CHICA GARNACHA 2015: 100% Garnacha, uma uva que eu gosto muito, pois os bons vinhos feitos com esta uva são delicados, elegantes e complexos ao mesmo tempo. E é o caso deste, que passou 23 meses em ovos de concreto. Uma acidez impressionante, álcool bem equilibrado (13%) e muita fruta fresca (ameixa), flores e mineral. Extremamente complexo e puro! Ainda não disponível no Brasil.

LA ERA MALBEC 2015: Esqueça o que se conhece sobre Malbec quando falamos deste vinho. Mais um vinho extremamente elegante, de corpo médio, sem ser enjoativo, de novo com muita fruta fresca e acidez imponente. Até lembra alguns aromas da Malbec argentina por exemplo, como a violeta e a ameixa. Mas ao mesmo tempo que lembra, ele não tem nada a ver. Vinhaço, o melhor Malbec chileno que já bebi. R$ Ainda não disponível no Brasil.

 

TOCOCO SYRAH 2015: Um vinho pra lá de complexo. Aqui, 2 anos em foudres (grandes barris de carvalho) de 2.500 litros, se integram bem na fruta fresca e fazem um vinho encorpado, intenso e inesquecível. Foi eleito o melhor Syrah do Chile, e vinho revelação no Guia Descorchados 2016.

 

 

 

RHU 2011: 5 anos de idade. Ainda um bebê! E um vinho diferente em tudo. Passou 30 meses em ovos de concreto e a mescla de Syrah (73%), Garnacha (18%) e Petite Syrah (9%) é incrível. Um vinho que é intenso, mas não enjoa. Tem corpo, mas não é “gordo” demais. Um vinho, com “V” maiúsculo, que ainda tem uma longa vida pela frente! R$ 432,00.

 

 

Pronto, assim se faz uma receita de sucesso: Bons vinhos, puros e francos + Competência + Conhecimento + Arrojo + Simpatia = Marcelo, este Tal de Retamal.

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde