Amigos,

Sei que estou com muitos posts atrasados e esta semana pretendo colocar todos eles em dia. Vai ser trabalhoso e difícil, mas vou fazer de tudo para que isto aconteça. Foram 2 viagens maravilhosas para Argentina e Portugal, mas com isso, muita coisa foi acumulando. Então vamos começar!!

Entre os dias 01 e 09 de Setembro, fui a Argentina para mais uma incursão nos vinhos hermanos. O principal motivo foi para acompanhar o Argentina Wine Awards, principal concurso de vinhos de lá, onde são premiados os melhores vinhos feitos no país, em todas as regiões.

O concurso, organizado – e muito bem organizado – pela Wines of Argentina,e pela Corporação Vitivinícola Argentina (COVIAR), está em sua 11ª edição, e este ano teve como tema  “Breaking New Ground”, foram notadas as transformações que os produtores argentinos estão impulsionando em matéria de regionalização a fim de difundir a identidade de seus vinhos.

Para mostrar a diversidade oferecida pelos diferentes terroirs da Argentina, este ano as degustações foram organizadas por regiões, além de por categoria de preços e varietais como foi feito em edições anteriores. Após minuciosa degustação às cegas realizada por 12 jurados internacionais e 7 argentinos, anunciou-se que 47 vinhos obtiveram 95 pontos.

Ao todo foram 17 os vinhos que receberam Trophy, que é o prêmio máximo: 6 Blends Tintos, 5 Malbecs, 1 Cabernet Sauvignon, 1 Cabernet Franc, 1 Chardonnay, 1 Espumante, 1 Blend Branco e 1 Vinho Doce.

  • Fabre Montmayou Reserva Malbec, 2016 – Bodegas Fabre SA
  • Doña Paula 969, 2017 – Doña Paula
  • Cocodrilo Corte, 2015 – Viña Cobos S.A.
  • Riccitelli & Father, 2014 – Riccitelli Wines
  • Finca Los Nobles Cabernet Bouchet, 2012 – Bodega Luigi Bosca /Familia Arizu
  • Santiago Graffigna, 2014 – Bodegas Graffigna
  • Alta Vista Premium Extra Brut – Alta Vista
  • Agostino Familia White Blend, 2014 – Finca Agostino Hnos. S.A.
  • Cadus Vistaflores Appellation Chardonnay, 2016 – Cadus Wines
  • Trapiche Gran Medalla Cabernet Franc, 2014 – Trapiche
  • Santa Julia Reserva Malbec, 2016 – Bodega Santa Julia
  • Tito Zuccardi Paraje Altamira, 2015 – Bodega Zuccardi Valle De Uco
  • Santa Julia Reserva Malbec Cabernet Franc, 2016 – Bodega Santa Julia
  • Rutini Apartado Gran Malbec, 2014 – La Rural Viñedos y Bodegas SA Ltda
  • Grand Reserve Del Fin Del Mundo, 2013 – Bodega Del Fin Del Mundo
  • Colomé Malbec , 2015 – Bodega Colomé
  • Cafayate Gran Linaje Torrontés Cosecha Tardía, 2015 – Bodegas Etchart (Pernod Ricard Argentina S.R.L.).

Três destes 17 Trophies também obtiveram o prêmio Regional Trophy.

Vales do Norte: Colomé Malbec 2015, Bodega Colomé.

Vales de Mendoza: Gran Medalla Cabernet Franc 2014, Bodega Trapiche.

Vales Patagônicos & Atlântico: Grand Reserve del Fin del Mundo 2013, Bodega del Fin del Mundo.

Para as Regiões de La Rioja e San Juan, o Regional Trophy ficou com o Pyros Special Blend 2013, Bodega Salentein.

Durante a cerimônia, também se foi anunciado prêmio de “Personalidade do Ano 2017”. E este prêmio ficou merecidamente com o querido e competente Andrés Rosberg, que hoje é presidente da Associação de Sommellerie Internacional (ASI) e que também já presidiu a Associação Argentina de Sommeliers por 11 anos e a Associação Panamericana de Sommeliers (APAS).

Depois virão mais posts sobre minha viagem a Mendoza e Patagonia!

Abraços.

Déco